Monday, February 19, 2018

Os 15 piores problemas do estilo pinup / Top 15 worst pinup problems

ENGLISH TRANSLATION COMING SOON!

Vamos ser sinceras: nós amamos nosso estilo e lifestyle, mas certos problemas são extremamente chatos.

1. Vamos começar pelo problema que inspirou esse post: ir ào banheiro! 


Ir ao banheiro público por natureza já não é uma tarefa muito fácil. Adicione saia godê midi, anágua e cinta-ligas e torna tudo pior. 

2. E falando em roupa de baixo, os "dias vermelhos" a deixam na dúvida se deve usar suas peças de lingerie pinup/vintage ou não.


Pode admitir, você ficou com medo de usar aquela calcinha de cintura alta linda durante a menstruação.

3. Fazer victory rolls e pin-curls é um martírio.


Acho que todo mundo aqui concorda que cabelo é a parte mais difícil do estilo. Três anos e não entendo como as YouTubers como a Cherry Dollface fazem tudo com tanta facilidade. 

4. Como se todo o sofrimento para acertar os pin-curls já não bastasse, dormir com eles não é tarefa para os fracos.


E não, nem venha com essa história de que bobs de esponja não incomodam, porque pelo menos UMA vez na vida você dormiu mal por causa do cabelo. Pelo menos o resultado na manhã seguinte compensa o sofrimento. 

5. Sempre vai ter alguma pessoa chata problematizando os anos 50 pra você, como se você já não soubesse de tudo isso.


São muitas horas de estudo árduo, nós sabemos MUITO BEM os problemas da década e não queremos realmente voltar no tempo, muito obrigada. 

6. Embora seja fácil construir looks com achados em lojas do centro e brechós, sempre tem aquele item de desejo que só se acha por uma pequena fortuna na internet.


As roupas da Pinup Clothing e as lingeries da What Katie Did, por exemplo, lhe custam alguns almoços e contas de luz. 

7. Saias godês ocupam o epaço alheio...


As ilustrações em que a moça está com a saia presa em alguma coisa são muito reais. 

8. ... E saias lápis limitam os movimentos.


Voltar do rolê de moto quando a saia do look é lápis está FORA DE QUESTÃO.

9. Todo o cuidado com o penteado é pouco.


Todo aquele laquê vai te dar um problema respiratório um dia. E novamente, voltar para casa de moto é impossível. 

10. Fuçar o Instagram de pinups famosas é tipo cigarro pra sua auto-estima.


Nem chorei vendo o My Story da Miss Mosh, só fiquei tremendo. Pode falar, vai, sempre bate aquela bad e insuficiência retrô crônica dando aquela mexida no Instagram. 

11. Você já tá enjoada de certo look, mas o dinheiro pra montar um novo é inexistente. 


Aquele top cruzado está praticamente andando sozinho de tanto usar, mas fazer o que, né? 

12. Ver um look maravilhoso em uma novela ou filme épico e não ter itens parecidos pra comprar em nenhum lugar é sempre a pior dor de cotovelo.


Quantas vezes você já não quis invadir o acervo da Globo pra roubar todos os figurinos das novelas da 7? 

13. Meias: por que tão frágeis? 


Você está lá no rolê, linda e plena com suas meias de risca, quando de repente tem um rasgo nela que nem Deus sabe de onde veio. 2018 já gente, alguém precisa inventar meias que não rasgam! 

14. E prendê-las na cinta-liga leva alguns minutos e paciência.


Com o tempo vai pegando o jeito e deixa de ser um problema, mas é um longo caminho construído à base da paciência até lá. Sem contar que muitas vezes o clipe abre enquanto usa. 

15. E finalmente: descanse em paz o glamour, assassinado pelo batom vermelho grudado nos dentes.


Todo dia tem alguém pra falar que tem batom nos seus dentes. Detona toda a vibe.

E isso é tudo, pessoal! Qual foi o problema com que mais se identificou? Sentiu falta de algum? Comente!
Beijinhos!

Saturday, February 10, 2018

Filmes vintage e retrô para curtir no Carnaval

Vai ficar em casa nesse Carnaval? Nada de folia? Que tal maratonar filmes antiguinhos e retrô na Netflix?
Nota: Ao contrário da crença popular, vintage e retrô são termos com significados diferentes. Vintage se refere à algo legitimamente antigo e retrô é o contemporâneo inspirado no antigo.

Walt Disney nos Bastidores de Mary Poppins (2013)


Década onde é situado: 1960
Elenco principal: Emma Thompson e Tom Hanks
Direção: John Lee Hancock
Sinopse: No início dos anos 60, Walt Disney, conhece Pamela Travers, escritora e autora do livro Mary Poppins. Ele passou 20 anos tentando conseguir os direitos dos livros de Pamela para sua adaptação para o cinema, e quando Travers finalmente aceita, Disney descobre que o roteiro do filme será ditado conforme as vontades da autora. Simultaneamente à história de Disney e Pamela, é contada a história da infância de Pamela, seus problemas com o pai alcoólatra, Travers Goff, e o porquê da existência do personagem dos livros, Sr. Banks.
Inspirado em uma história real? Sim

O Discurso do Rei (2010)


Década onde é situado: 1930
Elenco principal: Colin Firth, Geoffrey Rush, Guy Pearce e Helena Bonham Carter
Direção: Tom Hooper
Sinopse: Desde os 4 anos, George é gago. Este é um sério problema para um integrante da realeza britânica, que frequentemente precisa fazer discursos. George procurou diversos médicos, mas nenhum deles trouxe resultados eficazes. Quando sua esposa, Elizabeth, o leva até Lionel Logue, um terapeuta de fala de método pouco convencional, George está desesperançoso. Lionel se coloca de igual para igual com George e atua também como seu psicólogo, de forma a tornar-se seu amigo. Seus exercícios e métodos fazem com que George adquira autoconfiança para cumprir o maior de seus desafios: assumir a coroa, após a abdicação de seu irmão David.
Inspirado em uma história real? Sim

O Sol é para Todos (1962)


Década onde é situado: 1930 (sim, é um filme vintage, mas se passa em outra década)
Elenco principal: Gregory Peck, Brock Peters e Mary Badham
Direção: Robert Mulligan
Sinopse: Jean Louise Finch recorda que em 1932, quando tinha seis anos, Macomb, no Alabama, já era um lugarejo velho. Nesta época Tom Robinson, um jovem negro, foi acusado de estuprar Mayella Violet Ewell, uma jovem branca. Seu pai, Atticus Finch, um advogado extremamente íntegro, concordou em defendê-lo e, apesar de boa parte da cidade ser contra sua posição, ele decidiu ir adiante e fazer de tudo para absolver o réu.
Inspirado em uma história real? Não, mas sabemos que casos como mostrado neste filme acontecem bem frequentemente até hoje, infelizmente.

A Felicidade Não Se Compra (1946)


Elenco principal: James Stewart, Donna Reed e Lionel Barrymore
Direção: Frank Capra
Sinopse: Em Bedford Falls, no Natal, George Bailey, que sempre ajudou a todos, pensa em se suicidar saltando de uma ponte, em razão das maquinações de Henry Potter, o homem mais rico da região. Mas tantas pessoas oram por ele que Clarence, um anjo que espera há 220 anos para ganhar asas é mandado à Terra para tentar fazer George mudar de idéia, demonstrando sua importância através de flashbacks.
Inspirado em uma história real? Não 

Descalços no Parque (1967)


Elenco principal: Jane Fonda e Robert Redford
Direção: Gene Saks
Sinopse: Recém-casados, Paul e Corie tentam se ajustar à nova vida, desde seu pequeno apartamento no Greenwich Village. Paul é advogado e Corie, uma libertária romântica que não permite que nada perturbe sua felicidade. Eles entram em choque com um vizinho excêntrico, Victor Velasco, que Corie deseja ver casado com sua mãe, Ethel.Entre outros probleminhas, estão os quatro lances de escadas que Corie sobe e desce alegremente, mas que Paul odeia.
Inspirado em uma história real? Não
(Esse filme chega a ser diabético de tão doce! É originalmente uma peça da Broadway)

Abaixo o Amor (2003)


Década onde é situado: 1960
Elenco principal: Renée Zellweger, Ewan McGregor e Sarah Paulson
Direção: Peyton Reed
Sinopse: Barbara Novak é uma jovem escritora do interior dos Estados Unidos da América e que acabou de chegar à Nova Iorque da década de 1960. Autora do best-seller que dá nome ao filme, ela propõe liberação sexual e emocional às mulheres, fazendo com que, terminado o livro, elas possam deixar de lado o amor para aproveitar o sexo da maneira como homens o fazem: à la carte. Com isso, incomoda Catcher Block, notório jornalista e bon-vivant da cidade, e ele decide provar que Barbara, como todas as outras mulheres, na verdade anseia por amor, um casamento feliz, e filhos.
Inspirado em uma história real? Não
(Eu não tenho PALAVRAS pra explicar o quanto eu amo esse filme. Tive a sorte de descobrir ele no Corujão há alguns meses. É um verdadeiro revival dos filmes do meio da década de 60, tanto em narrativa como fotografia e direção de arte)

A Ilha do Medo (2010)


Década onde é situado: 1950
Elenco principal: Leonardo DiCaprio (quem eu mentalmente apelidei de príncipe dos filmes retrô), Mark Ruffalo e Ben Kingsley
Direção: Martin Scorsese
Sinopse: 1954. Teddy Daniels investiga o desaparecimento de um paciente no Shutter Island Ashecliffe Hospital, em Boston. No local, ele descobre que os médicos realizam experiências radicais com os pacientes, envolvendo métodos ilegais e anti-éticos. Teddy tenta buscar mais informações, mas enfrenta a resistência dos médicos em lhe fornecer os arquivos que possam permitir que o caso seja aberto. Quando um furacão deixa a ilha sem comunicação, diversos prisioneiros conseguem escapar e tornam a situação ainda mais perigosa.
Inspirado em uma história real? Não
(Dica: se digitar o nome do Leo na barra de pesquisa da Netflix vocês vão encontrar vários outros filmes retrô!)

Bastardos Inglórios (2009)


Década onde é situado: 1940
Elenco principal: Brad Pitt, Mélanie Laurent e Christopher Waltz
Direção: Quentin Tarantino
Sinopse: 2ª Guerra Mundial. A França está ocupada pelos nazistas. O tenente Aldo Raine é o encarregado de reunir um pelotão de soldados de origem judaica, com o objetivo de realizar uma missão suicida contra os alemães. O objetivo é matar o maior número possível de nazistas, da forma mais cruel possível. Paralelamente Shosanna Dreyfuss assiste a execução de sua família pelas mãos do coronel Hans Landa, o que faz com que fuja para Paris. Lá ela se disfarça como operadora e dona de um cinema local, enquanto planeja um meio de se vingar.
Inspirado em uma história real? Mais ou menos, sim e não. Apesar da história apresentada no filme ser fictícia, todos nós sabemos que o nazismo foi real.

O Jogo da Imitação (2014)


Década onde é situado: 1940
Elenco principal: Benedict Cumberbatch, Keira Knightley e Matthew Goode
Direção: Morten Tyldum
Sinopse: Durante a Segunda Guerra Mundial, o governo britânico monta uma equipe que tem por objetivo quebrar o Enigma, o famoso código que os alemães usam para enviar mensagens aos submarinos. Um de seus integrantes é Alan Turing, um matemático de 27 anos estritamente lógico e focado no trabalho, que tem problemas de relacionamento com praticamente todos à sua volta. Não demora muito para que Turing, apesar de sua intransigência, lidere a equipe. Seu grande projeto é construir uma máquina que permita analisar todas as possibilidades de codificação do Enigma em apenas 18 horas, de forma que os ingleses conheçam as ordens enviadas antes que elas sejam executadas. Entretanto, para que o projeto dê certo, Turing terá que aprender a trabalhar em equipe e tem Joan Clarke, sua grande incentivadora.
Inspirado em uma história real? Sim

Let There be Light (1946)


Esse aqui, na verdade, é um documentário que acompanha o tratamento e a recuperação dos soldados depois da guerra. Eu acho muito importante se informar sobre coisas desse tipo porque eles não eram só os homens que penduravam ilustrações do Gil Elvgren nas paredes dos navios. Mais do que isso, eram seres humanos sequelados pelos horrores da guerra. 

O Duplo (2013)


Década onde é situado: 1960
Elenco principal: Jesse Eisenberg e Mia Wasikowska
Direção: Richard Ayoade
Sinopse: Tímido, solitário, rejeitado pela mãe e desprezado pela amada, Hannah,Simon tem um choque ao conhecer seu novo colega de trabalho, de nome James. Fisicamente idênticos, os dois são opostos em termos de personalidade.
Inspirado em uma história real? Não

E isso é tudo, pessoal! Eu queria que esse post tivesse ficado enorme, mas a Netflix passou a tesoura em MUITOS filmes vintage no catálogo (não tem mais nada do Hitchcock, nem da Audrey Hepburn, filmes dos anos 30 muito menos). Filmes são uma ótima forma de estudar moda épica e encontrar inspiração para looks. Percebo muita falta de estudo na comunidade retrô; que tal mergulhar de cabeça nos estudos de moda enquanto se diverte? ♥
Séries que recomendo são Agent Carter, Mad Men, As Telefonistas, Miss Fisher's Murder Mysteries e The Crown

Quais filmes despertaram seu interesse? Quais você já viu? Quais você definitivamente verá durante o feriado? Me conta tudo! Beijinhos e bom Carnaval!

Tuesday, January 30, 2018

January Favorites!

Decidi que este ano terá post de favoritos! Leitores mais antigos devem lembrar que eu costumava postar sobre as leituras do mês. Pensei que seria legal começar a compartilhar com vocês sobre tudo o que mais amei durante 30 ou 31 dias, seja sobre beleza ou quadrinhos. Pode ser? ♥
I decided that there will be posts for my monthly favorites! Older readers must recall that I used to post about my monthly readings. I thought that it would be nice to share about everyhing I loved during 30 or 31 days, whether it's about beauty or comics. Is that alright? ♥

BELEZA/ BEAUTY:



♥ Duo de batom Ruby Rose (cor 238): Meu namorado esteve comigo no final de dezembro e começo de janeiro (relacionamento à distância) e ele têm implorado há um tempão para eu encontrar um batom que não transferisse com beijo - qualquer beauty junkie que namora já estressou o boy ou a girl magya com batom. Quando vi falando sobre o duo de batom em bala e líquido da Ruby Rose, não liguei muito, até porque não uso batom líquido. Porém, a vendedora me jurou que ele não sai fácil. E não é que é verdade? Quem me acompanhou no My Story do Instagram conferiu: fiz vários testes no namorado e aguentou mesmo! Teve um dia em que saímos para assistir Star Wars, comemos muuuita porcaria no cinema e o batom ainda estava lá, firme e forte. O em bala não tem a mesma duração. Preço: R$15 em uma loja do shopping da minha cidade.
♥ Gillette Venus Divine Sensitive: Eu desisti dos aparelhos descartáveis de depilação. Da última vez que tentei usar descartáveis passei uma hora no banheiro e ainda ficou ruim. Decidi testar um modelo recarregável da Gillette Venus, o Divine Sensitive, que afirma ser desenvolvido para peles mais sensíveis por conter tiras lubrificantes com óleo botânico (sim, bem fancy), e além de ser lindo (tem um brilho rosa perolado mara!), funciona super bem! Meu tempo no banheiro reduziu para dez minutos, quinze no máximo. Preço: R$30 na Drogaria Pacheco
♥ BIC Comfort for Women: Junto com o Venus, comprei uma espuma desenvolvida para depilação com lâmina e especial para pele seca (meu caso). Eu queria ter comprado o com perfume de rosas, mas só tinha de frutas tropicais. O cheiro não é meu favorito, mas o produto é MUITO bom. Um pouquinho de produto e já dá pra espalhar a espuma na perna inteira. Facilita mesmo a depilação e deixa a pele bem macia. Preço: R$12,98 na Drogaria Pacheco
♥ Creme esfoliante Satin Body da Mary Kay: Esse produto na verdade não é meu, e sim da minha mãe. Ela ganhou de presente de aniversário e aqui em casa a gente divide tudo, então eu também uso. Esse é com certeza o esfoliante mais diferente que experimentei! Tem a textura e consistência muito parecida com a de um glacê real (sério). É um esfoliante areado que desaparece depois de esfregar, o que significa que não é microplástico e não agride o meio ambiente. Assim como a espuma de depilação, dá pra usar nas pernas e braços inteiros com uma quantidade bem pequena de produto. Gostei de todos os produtos que experimentei da linha Satin Body, menos o creme emoliente para mãos porque ele é MUITO pegajoso. Preço: R$54 no e-commerce oficial da Mary Kay

*NOTA*: Existe uma polêmica em relação a produtos de depilação femininos, que eles são exatamente o mesmo produto "masculino" porém rosa e mais caro, o que seria o pink tax. Eu sei o que é e posso afirmar que nem o Venus (que é similar ao Gillette Match3) e o BIC Comfort foram taxados. Paguei exatamente o mesmo preço que eu pagaria no Match3 ou na espuma de barbear da BIC, e como gosto das coisas bem fofas, cor-de-rosa e com cheirinho especial, eu acabei levando esses mesmo, além de ter lá suas diferenças, mesmo que poucas.

♥ Lipstick Duo by Ruby Rose (national brand): My boyfriend spent the holidays with me (long distance relationship) and he has been asking me for so long to find a transfer-proof lipstick for when we kiss - any beauty junkie with a partner has this kind of issue. I've seen this lipstick duo around the social media a million times and I didn't care because one of the sides is liquid and I'm really not into liquid lipsticks. However, the saleswoman guaranteed that it is transfer-proof. Turns out she was right. I posted on My Story some quick tests with my boyfriend and it really works! There was a day where we went to the movies to watch Star Wars, we ate so much junk food and my lipstick was still there. The bullet side doesn't last as long though.
♥ Gillette Venus Divine Sensitive: I had enough with disposable razors. Last time I used them I spent an hour in the shower and it turned out bad too. I decided to give a try to refillable razors and picked this one by Gillette Venus called Divine Sensitive, which claims to be smooth because of moisture strips infused with botanical oils (yeah, super extra and fancy). It's not only super pretty (it has a beautiful pearly pink shine), it works really well! My shaving time went to an hour to ten minutes, fifteen at max. 
♥ BIC Comfort for Women shave foam: I thought this foam was available in different countries but apparently they only sell a shaving gel called Soleil out there. Anyway, I bought it with the Venus razor because it was specially made for dry skin. I wanted it with the rose scent but I could only find with tropical fruit scent at that drugstore. Not my favorite scent but it works WONDERS! Makes shaving so much easier and my skin feels softer. I don't need much to spread on my entire leg so I believe it will last longer than I expected when I bought. 
♥ Satin Body buffin cream by Mary Kay: Okay, so this product isn't really mine, a friend of my mom gave it to her on her birthday, but we share everything in this house so I use it too. This is for sure the fanciest body scrub I've ever tried! It has the same texture and consistency of a vanilla icing (seriously). It's a sand-like scrub that disappears after exfoliating, so it's not microbead and it won't do any environmental harm. Just like the shave foam, I can use on my entire leg and arm with a little tiny bit of the product. I've liked all of the Satin Body products I've tried except the hand cream because it's way TOO sticky. 

*PS*: I know that many shaving products are pink-taxed, which is a "male" product but pink, more expensive and targeted to women. I know what a pink tax is but I can assume that neither my Venus razor (which is similar to Gillette Match3) or the foam were taxed. I paid exactly the same price that I would on the Match3 razor or the "male" BIC foam, and since I like my stuff cute, pink and scented, I ended up buying them, and they also have their little differences.  


FILMES / MOVIES:


♥ "La La Land" (2016): Sim, eu demorei quase dois anos pra ver "La La Land" hahaha. Meu namorado havia assistido ano passado e queria muito que eu visse com ele. O filme é realmente lindo e mereceu todos os prêmios, uma linda homenagem aos filmes musicais da Old Hollywood com um final nada óbvio. Eu diria que entrou para a história do cinema musical assim como foi com "Dançando na Chuva". E estou viciadíssima em "Another Day of Sun", "Someone in the Crowd" e o cover de "I Ran". 
♥ "Star Wars: Os Último Jedi" (2017): Nem eu nem meu namorado assistimos assim que estreou porque queríamos ir ao cinema juntos conferir. Achei incrível e penso que todo o rage em cima desse filme foi desnecessário. Estou amando ver uma nova geração de Star Wars começando. Agora, meus filmes favoritos da franquia são "Uma Nova Esperança", "O Despertar da Força" e "Os Últimos Jedi" (nessa ordem).

♥ "La La Land" (2016): Yup, it took me this long to watch this movie hahaha. My boyfriend saw it last year and really wanted to rewatch with me. It's a really beautiful picture and deserved all of those awards, a stunning homage to Old Hollywood musicals with a not so obvious ending. I'd say it's now a musical cinema legend just like "Singing in the Rain". I can't stop replaying "Another Day of Sun", "Someone in the Crowd" and the cover of "I Ran". 
♥ "Star Wars: The Last Jedi" (2017): My beau and I wanted to see it together so it took us a month since it premiered on early December. I loved it and I don't agree with all of that rage over this movie. I'm loving this new generation of Star Wars. Currently, my favorite movies from the franchise are "A New Hope", "The Force Awakens" and "The Last Jedi". 

LEITURAS / READINGS:


A resenha da minha leitura favorita do mês já está disponível no blog! Clique aqui para conferir! 
My favorite read this month was "The Joker", a 1975 mini-series starring the clown prince of crime! Review in Portugese here.

TECH:


Depois de mais de 5 anos usando iPhone, decidi trocar pelo sistema Android e já estou usando em um celular novo (um Xiaomi Redmi 4A). Apesar de eu ter recebido meu celular novo em novembro, estou sempre "fuçando" na Play Store pra achar apps legais. Esses foram os destaques de janeiro no meu celular:
♥ Cute Clock Widget (widget): Percebeu o relógio superfofo no gif? Consegui com esse widget! Tem vários modelos lindos, para todos os gostos. E caso você esteja se perguntado, a barra de pesquisa é daqui.
♥ HD Camera Pro (aplicativo de fotografia)*: Esse aplicativo ficou gratuito por tempo limitado e peguei pra testar. Gostei demais, é o que tenho usado bastante pra tirar as fotos para o blog e o Instagram! Tem uma configuração bem diversificada para fotografar de vários jeitos diferentes. Custa R$6,99 na Play Store e acho que vale muito a pena!
* Disponível apenas para Android
♥ Animal Crossing - Pocket Camp (jogo): Eu sou fã ávida de Animal Crossing, tenho os dois jogos para o Nintendo DS (sendo que um é para o DS e outro 3DS) e todo dia separo alguns minutos para jogar. O jogo mobile saiu no final novembro, mas agora em janeiro teve várias coisas legais: atualizações para fazer roupinhas, personagens novos, introdução do jardim, evento com um dos personagens mais icônicos da franquia, o Rover, e itens exclusivos de ano novo e jogos de inverno! A Nintendo anunciou que terá mais atualizações, provavelmente no começo de fevereiro #ansiosa

After 5 years using iPhone, I decided to change to an Android device and I've been using a new phone (a Xiaomi Redmi 4A). Though I had received my new phone in November, I'm always in a treasure hunt at the Play Store for cool apps. These were the highlights of Januray on my phone: 
♥ Cute Clock Widget: Did you notice that supercute clock in the gif? I got it here! And just in case you also want it, I got the search bar here
♥ HD Camera Pro (photo app)*: This app was available for free for a limited time and I got it to give a try. I love it, I've been using a lot for the blog and Instagram! It has so many setting possibilities for different types of photography. It costs US2,49 at the Play Store and I think it's super worthy!
* Available only for Android
♥ Animal Crossing - Pocket Camp (game): I'm crazy for Animal Crossing, I own the two games for Nintendo DS (one for DS and the other for 3DS) and I take a few minutes everyday to play. The mobile game was released in late November but during January had so many cool stuff: updates for clothing craft, new characters, garden, special event with one of their most iconic characters (Rover) and exclusive new year and Olympic winter games items! Nintendo announced new updates, probably for early February #excited


E isso é tudo pessoal! Espero que tenham gostado, e se tiverem sugestões de coisas que eu possa estar experimentando ou assistindo em fevereiro, por favor me digam nos comentários! Beijinhos!
And that's all folks! If there is something you want me to try or watch in February please tell me in the comments! XOXO